Esse tipo de coisa é muito difícil de se colocar em palavras e, portanto, de se explicar racionalmente, é aí que entra a arte, para tentar cristalizar o ininteligível.

A arte, se atingir seu objetivo, é uma soma em que no final se tem mais que as somas de suas partes e pode se, através da intuição, aprender um pouco mais sobre a natureza do ser humano e de todas as coisas, pois, outro tema importante no trabalho de Alan Watts, nós nascemos parte da natureza e do cosmos, e apenas com o tempo entramos na ilusão de que somos seres separados e desconectados de todo resto.

Um momento capturado pela câmera fotográfica é na verdade como a parte de um fractal, um reflexo de todo o universo naquele momento e pode fazer com que sejamos arrebatados por sentimentos e uma compreensão do todo muito mais ampla do que antes, nos levando um pouco mais para a mente da criança que naturalmente vive como parte do todo, que não é nada mais do que o objetivo do zen e de toda a arte.     

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s